• Home • Ask me anything u-u • NOME URL • NOME URL



"Quem sou eu? Sou alguém como todos, que é julgada sem ser o que dizem. Que tem uma vida própria e uma criada pela doce ilusão do julgamento das pessoas. Sou uma mistura de mil pessoas em uma só. Mais o que importa é o que eu sou por dentro e não o que as pessoas veem por fora. No final eu sou somente mais uma vitima das criticas da sociedade. No final eu sou apenas ”eu mesma” uma doce e ingenua garotinha no corpo de uma estranha de varias personalidades".
Sou Raquel Moreira. Escorpião. Tenho 16 anos. Sou tímida, feia, dramática, chata, boba, carente, ciumenta, amiga, criança, risonha, idiota.. Gosto de fazer as pessoas rirem, viajar, ouvir música, sair com os amigos.. Tenho muitos segredos, as pessoas acham que me conhecem, mas não sabem nada de mim, sou sempre criticada. Curto Avril Lavigne. Amo chocolate, morango, sorvete, açaí. Bom, esse é meu tumblr, meu diário online, espero que gostem :*

























body {cursor:url(http://ego-box.com/cursors/33.ico), url(http://i214.photobucket.com/albums/cc105/24168/egobox/vf/yours/cursors/33.gif), auto;}




21:26 | 29.08.2014 | 15097

“Ele nos amou primeiro.”

I João 4.19   (via repouse)

(Fonte: unidos-por-deus, via repouse)




21:26 | 29.08.2014 | 8660

“Me enfiei em casa e não saí. Um desgosto. Leio o tempo todo. Sento no jardim. Ouço música. Tento escrever, mas não sei se quero ou se preciso, e não consigo. Umas carências.”

Caio Fernando Abreu.  (via repouse)

(Fonte: c-a-n-a-r-i-o, via repouse)




21:15 | 29.08.2014 | 13396

“E aquele sorrisinho que você dá? Por Deus, que sorrisinho é aquele? É a visão mais graciosa do mundo, parece um menininho cheio de felicidade.”

Clarissa Corrêa. (via repouse)

(via repouse)




21:15 | 29.08.2014 | 527

“Eu não tenho medo de voar. Eu tenho medo de estar fechada num lugar e de ter escolhido estar fechada nesse lugar. Tenho medo porque meus pés sentem o chão mas ele é falso. Meus pés sempre me obrigam a sentir a verdade e eu sou obrigada a dizer a eles que aquele chão não dura e nem é de terra. Tenho medo do absurdo que é sorrir e dizer “guaraná normal e sem gelo, grata” enquanto se quer dizer “que merda é essa de estar voando se não sou a porra dum passarinho?”. Tenho medo porque quando acabar estarei em outro lugar. Agora, se eu pudesse escolher o maior de todos os medos, eu diria “a chance disso cair agora é muito pequena”. Estou sobrevoando, sem inteligência, a água profunda que aprendi a chamar de casa mas também de intervalo. A verdadeira angústia de voar é estar acima da nossa vida. Voar é tornar nossa rotina banal. Estou voando há dias, de primeira classe, com vista para o desenho de um país que não sei o nome. Ao lado de uma pessoa que, até que enfim, não é mais uma barrinha de cereal.”

Tati Bernardi. (via repouse)

(Fonte: inverbos, via repouse)




21:14 | 29.08.2014 | 5063

“A praia estava cheia de um vento bom, de uma liberdade. E eu estava só. E naqueles momentos não precisava de ninguém. Preciso aprender a não precisar de ninguém. É difícil, porque preciso repartir com alguém o que sinto. O mar estava calmo. Eu também. Mas à espreita, em suspeita. Como se essa calma não pudesse durar. Algo está sempre por acontecer. O imprevisto me fascina.”

Clarice Lispector.  (via repouse)

(Fonte: c-a-n-a-r-i-o, via repouse)




21:13 | 29.08.2014 | 15031

“Eu não acredito no destino por acaso. Acredito que sempre há um motivo para tudo nessa vida. É que a vida é assim: Às vezes estamos tão fechados dentro de nós mesmos, que deixamos passar certas coisas. Mas sempre sabemos a hora certa de se mostrar. Sempre há alguém que nos faz bem. Mesmo diante das circunstâncias, aparentemente sem saída, sempre há uma. Sabe, talvez, só precisemos de alguém que nos mostre isso, segure na nossa mão e diga:”Eu estou aqui com você.” Que nos protege quando mais precisamos.”

Fernanda Gomes.
(via repouse)

(Fonte: inverbos, via repouse)




21:13 | 29.08.2014 | 4299

“E repito: andei pensando sobre amor, essa palavra sagrada. O que mais me deteve, do que pensei era assim: a perda do amor é igual à perda da morte. Só que dói mais. Quando morre alguém que você ama, você se dói inteiro — mas a morte é inevitável, e portanto normal. Quando você perde alguém que você ama, e esse amor — essa pessoa — continua vivo, há então uma morte anormal.”

Caio Fernando Abreu.   (via repouse)

(Fonte: assoprador, via repouse)




21:12 | 29.08.2014 | 25914

“Meus romances nunca deram certo, deve ser por isso que não acredito no amor. Sempre tem entrada e saída de pessoas em minha vida que nunca me acostumei. Mas eu tenho esperanças, afinal, até panela tem sua tampa, o tênis tem seu cadarço, o brinco tem sua tarraxinha. O amor é um quebra-cabeças que parece que nunca irá ser montado, mas ainda tem todas suas peças, só basta encaixá-las. Mas amar é isso: se jogar sem saber onde irá cair, aonde irar parar, se vai ficar na curva ou seguir em frente, mas eu ainda espero que ele me faz acreditar nele.”

Fernanda Gomes. (via repouse)

(Fonte: inverbos, via repouse)




21:12 | 29.08.2014 | 126939

“Essa noite, eu queria que você estivesse aqui. Poderíamos conversar, brincar, se provocar… O que você quisesse. Mas eu queria você aqui.”

Cabana dos Sonhos.    (via repouse)

(Fonte: cabana-dos-sonhos, via repouse)




21:11 | 29.08.2014 | 30963

“A chuva sempre me fez refletir. Sei lá, penso em tudo. Passado, presente, futuro. Planos rabiscados, sonhos entalados na garganta, vontades pela metade, coisas assim. Todo mundo tem pedaços soltos. Fico pensando em tudo que eu quis um dia. Em tudo que deu certo. Em tudo que modifiquei. Em tudo que ainda quero. Em todas as saudades que sinto.”

Clarissa Côrrea   (via repouse)

(Fonte: cantura, via repouse)




Página 1 de 135
1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 »

| Theme: Mein Parfum